Soluções naturais para andropausa e baixa testosterona

Soluções naturais para andropausa e baixa testosterona

Será que os homens experimentam um evento fisiológico semelhante ao que as mulheres experimentam durante a menopausa? Frequentemente citado como "andropausa", "menopausa masculina", ou "man-opausa", ela até mesmo tem semelhanças superficiais à menopausa. Mas, enquanto todas as mulheres passam pela menopausa, nem todos os homens passam pela andropausa.

O que é andropausa?

A andropausa reflete o aparecimento de sinais e sintomas relacionados à redução lenta, mas constante, nos hormônios testosterona e desidroepiandrosterona em homens de meia-idade. A diminuição da testosterona ocorre naturalmente à medida que o homem envelhece, mas na andropausa, ou no termo mais tecnicamente correto, "hipogonadismo", os níveis caem abaixo da variação normal para determinada idade.

No caso de você nunca ter visto os comerciais de "Low T" na TV ou imprensa, há um grande estímulo dos fornecedores de preparações prescritas de testosterona para fazer os  homens "viciarem" em terapias com um pouco de testosterona. Nem precisamos dizer que toda esta área de andropausa e baixa testosterona é cheia de controvérsias.

Sintomas de baixa testosterona em homens de idade

Os níveis baixos de testosterona produzem sintomas em homens de meia-idade? Absolutamente. Na verdade, os sintomas clássicos foram reconhecidos há mais de 70 anos, quando dois médicos americanos, Carl Heller, M.D., e Gordon Myers, M.D., mostraram a eficácia do tratamento com testosterona para sintomas de fadiga, depressão, irritabilidade, redução da libido, disfunção erétil, suores noturnos e ondas de calor. 

Estudos subsequentes com o passar dos anos definitivamente mostraram que alguns, mas nem todos os homens com baixos níveis de testosterona ajustados para a idade, apresentaram estes tipos de sintomas, assim como melhorias com a terapia de testosterona.

O que causa baixa testosterona?

Os níveis de testosterona diminuem naturalmente 10% em cada década após os 30 anos, ou cerca de 1% ao ano. Isso é normal, o que não é normal é quando os níveis de testosterona caem mais rápido do que esta frequência. Há vários fatores que podem levar a baixa testosterona, incluindo:

  • Obesidade, diabetes, e resistência a insulina são as causas principais de testosterona baixa nos dias de hoje. O nível de testosterona total e livre é reduzido em homens obesos em proporção ao nível de obesidade. Para piorar a situação, o estrogênio aumenta.
  • As inflamações crônicas são outro fator de risco para baixa testosterona. A resistência a insulina é o fator principal que causa inflamação silenciosa e altos níveis de proteína C-reativa de alta sensibilidade (hsCRP).
  • A exposição aumentada a "xenoestrógenos" - compostos alimentares e no ambiente que exercem efeitos estrogênicos, incluindo: pesticidas; ftalatos (plásticos), subprodutos da fumaça do tabaco; metais pesados (chumbo, mercúrio, etc.), e vários solventes. Os xenoestrógenos aumentam os efeitos do estrogênio nos homens, levando a menor produção de testosterona.
  • Falta de atividade física. Por outro lado, uma das maneiras mais rápidas de aumentar a produção de testosterona são ocasiões regulares de exercícios intensos curtos, especialmente levantamento de peso.
  • Estresse tem efeito negativo sobre os níveis de testosterona ao aumentar a liberação do hormônio adrenal cortisol.

Aumento da testosterona

A melhor abordagem para aumentar os níveis de testosterona em homens com baixa testosterona é abordar problemas subjacentes melhorando a ação da insulina, obtendo um peso corporal ideal, e melhorando o controle da glicose sanguínea. A perda de peso apenas mostrou aumentar os níveis de testosterona em até 50%. Além destas medidas básicas, há vários produtos naturais que podem ser úteis:

  • Zinco talvez seja o mineral traço mais crítico para a função sexual masculina e é encontrado em altas concentrações dentro da próstata, testículos, e quantidades particularmente altas também são encontradas no sêmen (aproximadamente 2,5 mg de zinco são perdidos por ejaculação). Ele está envolvido em praticamente todos os aspectos da reprodução masculina, incluindo metabolismo da testosterona. Vários estudos apoiam o uso da suplementação de zinco no tratamento de baixas contagens espermáticas, especialmente na presença de baixos níveis de testosterona. Nestes estudos, o zinco mostrou a habilidade de aumentar as contagens espermáticas e os níveis de testosterona. Muitos homens podem estar sofrendo de baixa testosterona apenas por estarem com falta de zinco suficiente. A suplementação diária de 30 a 45 mg por dia é recomendável para garantir níveis de zinco adequados.
  • Feno-grego contém vários esteroides ativos de plantas, o mais notáveis sendo fenusídeo e protodioscina. Extratos de feno-grego mostraram resultados promissores na melhora da libido e níveis de testosterona em vários estudos clínicos em humanos. Em um estudo duplo-cego, o grupo que tomou 600 mg de extrato especial de feno-grego por dia melhorou a libido (81,5%), o tempo de recuperação (66,7%) e a qualidade do desempenho sexual (63%), e também teve um leve efeito no aumento dos níveis de testosterona. Em outro estudo, 50 pacientes do sexo masculino entre as idades de 35 a 65 anos tomaram 500 mg por dia de um extrato de feno-grego contendo 20% de protodioscina. Os níveis de testosterona livres melhoraram em 90% em quase 46% da população do estudo.
  • Eurycoma longifolia (tongkat ali ou longjack) é uma planta florescente nativa da Indonésia, Malásia, fortemente promovida como impulsora de testosterona e melhoradora do desempenho sexual. Há alguma evidência que suporta estas afirmações, juntamente com questões sobre produtos falsos no mercado. Em um estudo, homens com baixa testosterona, uma dosagem diária de 200 mg de um extrato padronizado solúvel em água de longjack produziu um aumento de 46% nos níveis de testosterona total com 90% dos pacientes alcançando os níveis de testosterona na variação de referência para suas idades. Em outro estudo, treze homens fisicamente ativos (idades 57-72 anos) receberam 400 mg de extrato de longjack diário por 5 semanas, e demonstraram um aumento de 15% na testosterona plasmática e 61% de aumento nos níveis de testosterona livre. Resultados positivos também foram observados para melhores contagens espermáticas e bem-estar sexual.
  • Tribulus terrestris (Tribulus) vem sido usado tradicionalmente na medicina Ayurvédica como tônico e afrodisíaco, e na medina popular europeia para aumentar a potência sexual. Enquanto estudos em homens saudáveis com níveis de testosterona normais não mostraram que o Tribulus aumenta os níveis de testosterona, há alguma evidência clínica de que pode ser eficiente para aumentar os níveis de testosterona em homens com testosterona baixa. Um estudo em 2012 mostrou que consumir seis gramas de raiz de tribulus por 60 dias aumentou os níveis de testosterona em 16% e melhorou as ereções e a frequência de sexo em homens com baixas contagens espermáticas. A dose comum para extratos de tribulus é de 100 a 250 mg por dia.
  • Crisina é um flavonoide que mostrou ser um inibidor da enzima aromatase, que converte a testosterona em estrogênio. A crisina está disponível como suplemento nutricional, mas tem baixa biodisponibilidade. Fontes naturais, como geleia real e própolis podem conter outros fatores que melhoram a absorção. Eu realmente gosto de geleia real para baixa testosterona, mesmo ainda não existindo investigações clínicas nesta aplicação. A geleia real é produzida por abelhas enfermeiras, que misturam mel e pólen de abelhas com enzimas nas glândulas de suas gargantas para produzir uma substância grossa e leitosa que é então alimentada à abelha-rainha. A geleia real é um alimento concentrado, como evidenciado pelo tamanho superior da abelha-rainha, espantosa ovulação, resistência e longevidade. As investigações científicas nas propriedades promotoras de saúde da geleia real focaram em sua capacidade de diminuir os níveis de colesterol sanguíneo, mas acho que ela tem muito mais benefícios. A dose comum é de 50 mg a 100 mg por dia.
  • Maca está se tornando cada vez mais popular. Maca é o nome comum da Lepidium meyenii, uma planta na família do brócolis cultivada exclusivamente no Peru. Ela parece muito com um nabo. Um dos benefícios mais renomados da maca é melhora do desejo e função sexual para homens e mulheres. Estudos clínicos confirmam estas propriedades, incluindo os benefícios da maca sobre a função erétil. A maca não parece afetar diretamente o nível de testosterona, mas age em todo o sistema endócrino para reduzir os efeitos nocivos do estresse enquanto melhora o humor, energia e resistência. Há muitas formas e tipos de maca. Para saúde geral, eu gosto de maca pura em pó. Quando efeitos mais fortes são desejados, os extratos feitos de túberes inteiros que foram gelatinizados (remoção do amido) são mais recomendados. A dosagem diária comum para maca é de 3 a 6 gramas.

Envelhecimento e estilo de vida

Há muitas opções na medicina natural para homens que desejam melhorar sua testosterona em declínio, libido e desempenho sexual. Porém, expectativas realistas são necessárias juntamente com senso comum. Se um homem é obeso, não faz exercícios, e causa estresse significativo sobre seu sistema por conta de outros fatores alimentares e de estilo de vida, nenhum destes produtos naturais provavelmente produzirá a mágica verdadeira que ele procura.