Use o Açafrão para Incrementar o seu Estilo de Vida Ativo

Por Jake Boly

Neste artigo:


Se você analisasse todos os suplementos do mercado e comparasse seus potenciais benefícios em todos os aspectos da saúde, seria difícil encontrar muitos que possam se comparar ao açafrão.

O açafrão é uma planta associada ao gengibre , cultivada na Índia e em outras partes da Ásia tropical. Muito antes de a indústria de suplementos começar a promover intensamente o açafrão por seus benefícios propostos, ele era usado com propósitos medicinais em muitas partes do sul da Ásia.

Historicamente, o açafrão tem sido usado para tratar diversos problemas de saúde, como dor extrema, problemas respiratórios e fadiga. No entanto, hoje em dia o açafrão é usado como suplemento para ajudar em diversas áreas da saúde, incluindo: 

  • inflamação
  • dores nas articulações
  • problemas de estômago
  • saúde digestiva
  • dores musculares

Nem é preciso dizer que os benefícios do açafrão parecem muito promissores para a população em geral e para as necessidades de pessoas ativas. Neste artigo, falaremos o que é o açafrão e como é usado em suplementos, o motivo de ser um complemento incrível para a pimenta-do-reino e três benefícios para a saúde ao ingerir este tempero ancestral.

O que é o açafrão?

Como mencionado acima, o açafrão é uma planta da família do gengibre. Na cozinha, você verá referências ao açafrão como o a raiz dourada, e o açafrão é o motivo de as mostardas e o curry terem uma aparência amarela intensa. As opções para usar esta planta na culinária são praticamente infinitas. Por exemplo, o açafrão é um dos ingredientes principais do curry em pó, e pode ser usado como tempero (açafrão moído), um aditivo para vitaminas (raiz de açafrão fresca), ou como maneira de melhorar o sabor ou intensificar a cor de qualquer prato.

O que torna o açafrão tão incrível para a saúde é o ingrediente bioativo da planta chamado curcumina.

A curcumina, um suplemento popular por si só, é o principal ingrediente ativo da raiz dourada. Ela apresenta múltiplas propriedades anti-inflamatórias e funciona como um antioxidante no organismo. Existem outros ingredientes ativos no açafrão, mas a maioria dos estudos citados abaixo que analisam os benefícios da suplementação com açafrão focam sua atenção na curcumina.

Em relação a suplementação, existem diversas maneiras de consumir o açafrão. As opções mais populares tendem a ser cápsulas e pós, mas também existe açafrão na forma de creme, spray e líquida.

Açafrão e pimenta-do-reino

As vezes você verá o açafrão e pimenta-do-reino juntos em suplementos ou com recomendação para serem tomados juntos, e isso tem um bom motivo. Conforme discutimos, a curcumina é o ingrediente ativo principal no açafrão e possui o que pode ser considerado um efeito sinérgico com a piperina, um ingrediente ativo da pimenta-do-reino.

A piperina é um alcaloide, um composto orgânico de ocorrência natural encontrado na pimenta-do-reino que tem efeitos significativos no corpo humano. Já foi sugerido que ela é capaz de aumentar drasticamente a absorção de curcumina pelo corpo. Além da absorção aumentada, também já foi sugerido que a piperina seria capaz de aliviar dores de cabeça e náusea, além de apresentar propriedades anti-inflamatórias.

Por estes motivos, e mais especificamente os efeitos sobre a taxa de absorção da curcumina, tem sido sugerido que a pimenta-do-reino e a curcumina podem ser usadas juntas com efeito complementar. Teoricamente, se você consegue aumentar a eficiência de absorção de um ingrediente anti-inflamatório altamente biodisponível (como a curcumina) pelo seu corpo, com um composto sinérgico como a piperina, você será capaz de aproveitar ainda mais os seus benefícios.

Benefícios do açafrão para a saúde

1. Pode diminuir dores musculares 

Isso foi mencionado acima, mas um dos maiores benefícios do açafrão para a saúde são suas propriedades anti-inflamatórias. Para indivíduos ativos, estas propriedades anti-inflamatórias podem se manifestar como diminuição das dores musculares.

Em um estudo de 2017 publicado no Journal of Sports Science and Medicine, os autores analisaram os efeitos da curcumina nas dores e danos musculares após exercícios. Este estudo comparou três grupos que fizeram suplementação com diferentes doses de um suplemento de curcumina. Um grupo tomou 50 mg, outro 200 mg, e o último grupo consumiu um placebo. 59 homens e mulheres moderadamente treinados foram divididos em seus respectivos grupos, e então começaram uma rotina de corrida em declive.

Para avaliar o dano e a dor muscular, os autores analisaram as citocinas plasmáticas, a creatina quinase (um marcador para avaliar dano muscular) e a percepção de dor muscular. Os autores coletaram este registro antes do exercício e imediatamente depois, e então nos intervalos de 1 hora, 24 horas, 48 horas e 72 horas após seu protocolo de treino.

Em sua análise, os autores notaram que o grupo que fez a suplementação com 200 mg de curcumina apresentava níveis significativamente mais baixo de dor muscular percebida e níveis reduzidos de creatina quinase. Eles finalizaram o estudo sugerindo que a curcumina pode apresentar benefícios na redução da dor e dano muscular após exercícios intensos.

2. Pode melhorar a recuperação

Já que a curcumina pode apresentar benefícios de diminuição da dor muscular, não é surpresa que ela também possa melhorar a recuperação. Em um estudo de 2017 publicado no Journal of Sports Science and Medicine, os pesquisadores analisaram o uso da curcumina e piperina e seus efeitos sobre o dano e recuperação muscular.

Para este estudo, dez jogadores de rugby de elite foram divididos em quatro grupos que fizeram suplementação com curcumina e pimenta-do-reino ou um placebo. Dois grupos tomaram a curcumina e a pimenta-do-reino e fizeram um treino de perna única em suas pernas dominantes ou não-dominantes, enquanto os outros dois grupos seguiram o mesmo protocolo de treino, mas com um placebo.

Os autores então analisaram o pico de torque, salto vertical com contramovimento, níveis de creatina quinase e dor muscular imediatamente após o treino e em intervalos de 24, 48, e 72 horas após o protocolo em cada uma das pernas testadas.

Eles notaram que os níveis de creatina quinase estavam elevados após o treino, o que sugere que seu protocolo foi suficiente para produzir dor muscular. Após a análise, eles sugerem que os grupos experimentais apresentaram uma redução significativa nas dores musculares e nos níveis de creatina quinase quando comparado aos grupos placebo.

3. Pode aumentar os neurotransmissores

Além de melhorar a recuperação e diminuir a dor nos músculos, o açafrão também pode apresentar benefícios para o cérebro ao melhorar os níveis de neurotransmissores como a serotonina e a dopamina, também conhecidos como os hormônios do "bem-estar".

Em um estudo de 2008 publicado no Journal of Pharmacology, pesquisadores analisaram se a curcumina, quando suplementada com a piperina, apresentava efeitos antidepressivos. Após sua análise, os autores notaram que a suplementação com curcumina e piperina foi capaz de melhorar ligeiramente os níveis de serotonina e dopamina, que são ambos relacionados ao humor de maneira geral.

É importante notar que este estudo foi feito em camundongos, então o resultado em humanos pode ser ligeiramente diferente. Além disso, mais pesquisas precisam ser feitas antes de tirar conclusões definitivas, porém este estudo é promissor por destacar os potenciais benefícios sinérgicos da curcumina e piperina.

O açafrão é seguro?

De modo geral, a suplementação com o açafrão tem sido sugerida como segura. Porém, tem sido sugerido que o açafrão pode causar desconforto gastrointestinal quando usado em suplementação por períodos longos, mas isso varia de indivíduo para indivíduo.

Como com qualquer suplemento ou mudança na dieta, é sempre recomendado consultar um profissional de saúde antes de tomar algo novo.

O açafrão pode ser uma adição poderosa ao regime de saúde diário de qualquer pessoa quando suplementado de maneira estratégica e atenta. O açafrão pode ser usado na cozinha ou tomado como suplemento, então é fácil de consumir regularmente e isso pode ser modificado para se encaixar melhor às suas necessidades.

Referências:

  1. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5358025/
  2. https://www.fasebj.org/doi/abs/10.1096/fasebj.31.1_supplement.lb766
  3. https://link.springer.com/article/10.1007/s00213-008-1300-y