Óleo de Menta - Para SII e Muito Mais

Óleo de menta com revestimento entérico é bem útil para melhorar a função gastrointestinal em pessoas que sofrem de síndrome de intestino irritável (SII) - um distúrbio funcional comum do intestino grosso caracterizado por alguma combinação de: (1) dor abdominal, (2) função intestinal alterada, constipação ou diarreia, (3) hipersecreção do muco colônico, (4) sintomas dispépticos (flatulência, náuseas, anorexia), e (5) vários graus de ansiedade ou depressão.

Em vários estudos duplo-cegos, o óleo de menta com revestimento entérico (OMRE) mostrou ser eficiente para aliviar todos os sintomas de SII em aproximadamente 70-85% dos casos dentro de um período de duas a quatro semanas. No último estudo, 42 crianças entre 8-10 anos de idade com SII receberam OMRE ou placebo por 2 semanas. A dosagem foi uma cápsula três vezes ao dia para crianças de 30-45 kg e duas cápsulas três vezes ao dia para crianças acima de 45 kg.  Após 2 semanas, 76% do grupo OMRE relatou melhorias significativas comparadas a apenas 19% no grupo placebo.

Uma das características principais de SII é hipercontratilidade (contração excessiva) do músculo liso intestinal. Óleo de menta inibe a hipercontratilidade do músculo liso intestinal, tornando-a útil em casos de síndrome de intestino irritável, assim como espasmos esofágicos e cólicas intestinais.

Benefícios do Óleo de Menta à Saúde

Além dos seus efeitos sobre SII, o óleo de menta com revestimento entérico exerce benefícios sobre dispepsia não ulcerosa, distúrbios de refluxo gastroesofágico, sobrecrescimento intestinal de Candida albicans (um fungo comum envolvido em muitos casos de SII), e Helicobacter pylori (uma bactéria ligada a doença de úlcera péptica e câncer de estômago), e casos de cálculos biliares.

Óleo de Menta com Óleo de Alcaravia

Vários estudos clínicos apresentaram a combinação de óleo de menta com óleo de alcaravia.  Os resultados destes estudos indicam que esta combinação produz melhores resultados do que o óleo de menta sozinho em sintomas de SII.  Estudos recentes também indicam que a combinação de óleo de menta e óleo de alcaravia é bem útil para melhorar dispepsia não ulcerosa (DNU). Sintomas de DNU incluem azia, assim como dificuldade de deglutição, sensações de pressão ou peso após se alimentar, sensação de inchaço após se alimentar, dores de estômago ou abdominais e cãibras, assim como todos os sintomas de SII.  Cerca de três entre dez pacientes com DNU também satisfazem os critérios para SII.

Em um estudo duplo-cego, 120 pacientes com DNU receberam o óleo de menta e semente de alcaravia ou cisaprida (Propulsid) por 4 semanas.  A redução média do escore de dor foi comparável em ambos os grupos (4,62 para OMRE; 4,6 para cisaprida). Outros sintomas de DNU também melhoraram de forma semelhante.  Resultados positivos também foram encontrados em indivíduos positivos para H. pylori

A significância deste estudo é ENORME.  Enquanto óleo de menta e semente de alcaravia com revestimento entérico é extremamente seguro em níveis recomendados, o Propulsid causou problemas fatais de ritmo cardíaco.  De acordo com a Food and Drug Administration dos Estados Unidos, pelo menos 111 pessoas morreram como resultado do uso de Propulsid e quase 400 desenvolveram anormalidades cardíacas. O Propulsid foi, subsequentemente, retirado do mercado.

Como o Óleo de Menta com Revestimento Entérico Ajuda em Cálculos Biliares?

Vários estudos mostraram que uma combinação de óleos voláteis pode ajudar a dissolver cálculos biliares.  Esta abordagem à remoção de cálculos biliares não é eficiente em todos os casos, mas oferece a oportunidade de uma alternativa eficiente à cirurgia.  Os grandes componentes da fórmula utilizada nestes estudos foram mentol e carvona - os grandes componentes do óleo de menta e óleo de alcaravia, respectivamente.  

Recomendações de Dosagem

A recomendação de dosagem típica para óleo de menta com revestimento entérico em cápsulas contendo 0,2 ml por cápsula é uma ou duas cápsulas duas vezes ao dia entre as refeições.