Como Cozinhar com o Pó de Colágeno

Por Alysa Bajenaru, RD

O colágeno é a proteína mais abundante do corpo humano, fornecendo a estrutura para o nosso tecido conjuntivo. Ele é basicamente a cola que mantém nosso corpo unido. O colágeno é encontrado em nossos ossos, tendões, ligamentos, intestino, cabelos e unhas. Infelizmente, nosso corpo produz cada vez menos colágeno à medida que envelhecemos (esse declínio começa cedo, por volta dos 20 ou 30 anos). A produção de colágeno também pode ser reduzida por certos fatores de estilos de vida, como exposição ao sol, fumo e consumo excessivo de açúcar ou álcool. A perda na produção de colágeno leva a sinais de envelhecimento, como afinamento da pele, rugas, dores nas articulações e nos músculos e até problemas digestivos.

Por que todos estão falando sobre o colágeno ultimamente?

Acredita-se que, ao consumir o colágeno, nós podemos reverter alguns dos sintomas do envelhecimento. Os pós e os suplementos de colágeno têm explodido no mercado recentemente. Mas o que os estudos dizem? Pesquisas sobre a suplementação com colágeno são limitadas, mas parecem existir grandes promessas quando se trata da melhora da elasticidade da pele e da redução de rugas. Um estudo descobriu que mulheres que ingeriam a forma peptídica do colágeno regularmente durante oito semanas viam uma redução de 20 por cento nas rugas.

Além disso, algumas pessoas relatam uma melhora na saúde de cabelos e unhas, melhor regeneração de ferimentos e uma redução na dor em ossos e articulações depois de tomar o colágeno.

Como você pode incluir o colágeno na sua dieta?

O colágeno pode ser encontrado em várias formas de suplementos, caldo de ossos e pós. Existem dois tipos de pós de colágeno: a proteína do colágeno e os peptídeos de colágeno. A principal diferença entre os dois é a facilidade de digestão.

A proteína de colágeno leva mais tempo para ser digerida, e forma um gel quando misturada com líquidos, tornando-a um ótimo agente espessante para receitas. (Para utilizar como espessante, misture com um líquido quente e deixe esfriar por 5-10 minutos antes de adicionar na sua receita. A proteína de colágeno também pode ser usada para adicionar mais proteínas a omeletes, sobremesas e sorvetes caseiros.

O pó de peptídeos de colágeno é mais fácil de ser digerido, pois os aminoácidos são quebrados durante o processamento. Os peptídeos de colágeno não formam gel quando misturados a líquidos e, portanto, misturam-se facilmente a bebidas quentes e frias. Muitas pessoas adicionam peptídeos de colágeno ao seu café ou vitamina matinal.

Você também pode adicionar peptídeos de colágeno à aveia, a panquecas, a waffles ou muffins. Ou ainda, experimente misturá-los em seu patê favorito, como húmus ou guacamole.

Não se esqueça da vitamina C!

A vitamina C é crucial para a formação do colágeno no corpo. Se você estiver suplementando a dieta com colágeno, mas não estiver obtendo vitamina C suficiente, você pode não receber os benefícios que está tentando alcançar. Como a vitamina C é hidrossolúvel, ela não é armazenada no corpo, então você precisa incluí-la no corpo diariamente.

As melhores fontes de vitamina C são frutas e vegetais, como pimentões, brócolis, kiwi, laranjas e morangos. Muitos suplementos de colágeno também incluem vitamina C.

Vitamina de colágeno de morango e couve

Ingredientes:

Instruções:

  1. Adicione todos os ingredientes em um liquidificador e bata até atingir uma textura macia.

Panquecas proteicas de colágeno

Ingredientes:

Instruções:

  1. Em uma tigela grande, bata os ovos, o leite de amêndoas, 3 colheres de sopa de óleo de coco, o xarope de bordo e o pó de colágeno.
  2. Adicione a farinha de coco, o bicarbonato de sódio e o sal. Misture bem.
  3. Aqueça a colher de sopa restante de óleo de coco em uma panela grande, sobre fogo médio.
  4. Utilizando uma colher, retire cerca de 1/4 da massa, adicione na panela e cozinhe até que os dois lados atinjam uma cor marrom dourada.