6 sinais de que seu sistema imunológico precisa de um reforço

Por Venus Ramos, MD

Neste artigo:


Há sinais físicos que servem como alarmes para que você tome ações para cuidar da sua saúde imunológica.

Seu sistema imunológico pode estar fraco se você notar alguma das situações a seguir:

????1. Você tem infecções frequentes

Apesar de não ser incomum pegar um resfriado nos meses de inverno, se você parece estar sempre adoecendo – ou se seus sintomas duram mais tempo que os das outras pessoas – esse pode ser um sinal de que o seu sistema imunológico precisa de ajuda.

Aftas, candidíase oral, infecções intestinais ou dermatites fúngicas também são possíveis sinais.

A American Academy of Allergy, Asthma, and Immunology também destaca alguns sinais para se considerar em um caso de imunodeficiência:

  • Mais de quatro novas infecções de ouvido por ano depois dos 4 anos de idade
  • Pneumonia recorrente
  • Ocorrência de sinusite crônica ou mais de três casos de sinusite bacteriana em um ano
  • Necessidade de antibióticos preventivos para reduzir o número de infecções
  • Infecções bacterianas comuns que se desenvolvem para infecções mais severas e incomuns
  • Um adulto que precisa de mais de duas sessões de antibióticos por ano

????2. Você sofre de alergias

Certamente, é possível que você tenha um problema de longo prazo, como rinite alérgica ou uma alergia a pelos de animais. Porém, se você está começando a ficar frequentemente com os olhos marejados, dor nas articulações, brotoejas ou más reações a alimentos, pode ser uma boa ideia dar atenção ao seu sistema imunológico.

????3. Você tem problemas intestinais

Se você tem casos recorrentes de diarreia, inchaço ou prisão de ventre, pode haver um problema com seu trato digestivo. Existe um número enorme de células imunológicas nos seus intestinos. Essas células formam o Tecido linfoide associado a mucosas (GALT), e representa cerca de 70% do seu sistema imunológico. Assim, sintomas digestivos persistentes podem indicar um problema com seu sistema imunológico.

????4. Seus ferimentos demoram para cicatrizar

Se ferimentos na sua pele estão levando mais tempo para cicatrizar do que o normal, o seu sistema imunológico pode não estar funcionando como deveria. Células imunológicas saudáveis são necessárias para que sua pele se regenere e, assim, o ferimento possa cicatrizar.

????5. Você está sempre cansado(a)

Pode haver motivos para a sua fadiga. Talvez você esteja sob estresse excessivo, trabalho demais ou simplesmente precisando de mais sono. Talvez haja um motivo médico, como anemia ou hipotireoidismo. Porém, se você já tentou dormir melhor e ainda se sente exausto(a), pode ser que o seu corpo esteja tentando conservar energia para sustentar um sistema imunológico enfraquecido.

????6. Você não passa tempo suficiente sob o sol

Esse não é necessariamente um sinal – e sim uma causa. Mas ainda é uma situação em que você pode estar, e que deve lhe alertar para a possibilidade de que o seu sistema imunológico pode estar mais fraco do que deveria. A sua pele usa a luz UV do sol para produzir vitamina D, um importante regulador do sistema imunológico. Além disso, pesquisas mostram que a luz azul encontrada nos raios de sol ativa diretamente células imunológicas importantes, para que elas se movam mais rapidamente.

Como fortalecer um sistema imunológico fraco

Se você vir sinais de que o seu sistema imunológico está fraco, você deve tomar a ação apropriada para restaurar seu sistema imunológico. 

Procure se consultar com seu profissional de saúde para que ele lhe ajude a determinar se há uma causa subjacente para seu problema de imunidade. Também há várias estratégias que você pode implementar para melhorar a função do seu sistema imunológico.

Tenha uma dieta saudável

Seu corpo inteiro depende de uma boa nutrição, e isso inclui seu sistema imunológico. Evite alimentos processados e fritos, pois eles tendem a ser mais inflamatórios. Limite seu consumo de açúcares adicionais. O açúcar não só desencadeia um conjunto de inflamações no seu corpo, como também pode suprimir certas reações imunológicas. Estudos demonstraram que o consumo de açúcar pode desacelerar a capacidade dos glóbulos brancos de envolverem bactérias, e esse efeito pode durar algumas horas.

Foque em uma dieta com alimentos integrais. Coma muitas frutas e vegetais, pois seu teor de polifenóis pode ajudar a reduzir inflamações e melhorar sua reação imunológica. Aprenda mais sobre os polifenóis

Exercite-se adequadamente

Existem amplas evidências de que o sistema imunológica se beneficia de uma atividade física regular. O exercício aumenta a produção de macrófagos, as células imunológicas que atacam e destroem organismos prejudiciais, como vírus e bactérias. Essas células também auxiliam a circulação sanguínea, melhorando o fluxo de fluido linfático. Esse fluido é o que viaja por seus tecidos para remover substâncias indesejáveis, como toxinas, bactérias e subprodutos. Além disso, os exercícios ativam a liberação de endorfinas no seu corpo, ajudando a aliviar o estresse.

É importante não se exercitar em excesso, pois isso pode causar uma supressão imunológica. Se você já tem um sistema imunológico fraco, você deve tomar ainda mais cuidado para evitar se exercitar com frequência ou intensidade excessiva. Lembre-se de também ter um tempo de recuperação suficiente entre os treinos. Se você estiver sentindo muita sede a todo tempo, tendo mais casos de fadiga que o normal ou sofrendo de dores musculares que duram mais do que os 1-2 dias comuns para a dor pós-treino, pode ser uma boa ideia descansar por mais um dia ou reduzir a intensidade do exercício.

Tenha um sono profundo e restaurador

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), adultos devem tentar ter pelo menos sete horas de sono por noite. O sono inadequado aumenta a inflamação e afeta a capacidade do corpo de combater infecções.

A dra. Anne Kennard, ginecologista e obstetra certificada e treinada em medicina integrativa, acredita que o sono profundo e restaurador pode ser atingido através de hábitos muito intencionais. As dicas dela? “Desligar aparelhos eletrônicos algumas horas antes de dormir; manter esses eletrônicos fora do quarto; deixar o quarto escuro e resfriado; acordar e ir dormir no mesmo horário todos os dias; ir para uma área externa nas horas da manhã para obter um pouco de produção de melatonina e promover um ritmo circadiano adequado.” A dra. Kennard explica que esses são hábitos que promovem uma boa higiene do sono.

Alivie o estresse

O estresse crônico causa um aumento da inflamação no corpo. Ele também pode reduzir o fornecimento de células imunológicas, que ajudam o corpo a combater infecções. Pesquisadores descobriram que pessoas estressadas são mais suscetíveis a desenvolverem resfriado.

Existem muitas técnicas de alívio do estresse para experimentar:

  • Ioga
  • Meditação
  • Exercícios de respiração profunda
  • Ter um diário de gratidão, no qual você escreve o que faz você ser grato(a) todos os dias
  • Conversar com um amigo ou familiar solidário

Receber um pouco de sol

Se ficar tempo demais em locais fechados foi um dos sinais que alertaram que você pode ter um sistema imunológico fraco, talvez você já possa reconhecer a necessidade de sair com mais frequência. Conforme descrito, a luz do sol estimula a produção de vitamina D, uma importante vitamina para a saúde imunológica, além de energizar as células envolvidas na resposta imunológica.

É claro que sempre se deve tomar cuidado e evitar os danos da exposição solar prolongada para a saúde. Tente ficar sob o sol por 15-20 minutos por dia e filtro solar

Cheque seu nível de vitamina D e o otimize

A vitamina D  é uma das mais importantes vitaminas que contribuem para a saúde imunológica.

Ao fazer um exame de vitamina D, a forma que é mensurada é o 25-hidroxicolecalciferol (ou 25-hidroxivitamina D). Veronica Anderson, MD, uma médica integrativa certificada em medicina funcional, afirma que, para a maioria dos laboratórios, o limite inferior do patamar normal é de 30 ng/mL. Porém, ela explica que “níveis adequados tendem a ficar entre 60-100 [ng/mL]”.

Obtenha vitamina C suficiente

Para pessoas sob maior estresse físico, foi demonstrado que a vitamina C pode reduzir o risco de se desenvolver resfriado em 50%. Apesar de esse risco reduzido não ter sido notado na população média, estudos descobriram que uma suplementação regular de pelo menos 200 mg de vitamina C pode ajudar a reduzir a duração do resfriado ou diminuir a severidade dos sintomas.

??Considere alimentos e suplementos vegetais

Apesar de ser tentador procurar “reforços para o sistema imunológico” para ajudar a situação, um produto desse tipo nem sempre é a melhor opção. há casos em que sua resposta imunológica precisa ser estimulada, e outros em que ela precisa ser controlada. Porém, existem certos alimentos e suplementos que podem ajudar a deixar seu sistema imunológico em um nível de maior efetividade possível.

Adaptógenos  

Os adaptógenos são plantas que têm sido usadas durante séculos nas medicinas chinesa e aiurvédica. Para ser considerada um adaptógeno, a planta não pode ser tóxica. Ela deve ter uma atividade não específica de “regulação” das funções corporais, independentemente do tipo de alteração causada pelo fator estressor. Portanto, ele não deve ser nem estimulante nem sedativo. O adaptógeno também deve aumentar a resistência geral do corpo, reduzindo a sensibilidade a estressores.

A dra. Veronica explica que “os adaptógenos realmente ajudam a reduzir os níveis de estresse de um ponto de vista emocional, além de ajudar o corpo a lidar com problemas físicos e modular seu sistema imunológico”. Os adaptógenos que ela recomenda para a saúde imunológica incluem raiz-de-ouroashwagandhaginseng americano e ginseng siberiano.

Melatonina 

A melatonina é um hormônio que o seu corpo produz quando a noite chega, sinalizando o seu corpo para se preparar para dormir. “A melatonina não só é um antioxidante e inibe a inflamação, como também foi demonstrado que ela reduz problemas pulmonares oxidativos e inflamações em casos de doenças pulmonares”, diz a dra. Kennard. Por todos esses motivos a dra. Kennard acredita que seria prudente considerar um suplemento de melatonina.

Cúrcuma 

A cúrcuma contém curcumina, um composto que, segundo estudos, pode reduzir a inflamação no corpo. A dra. Kennard relata que ela é especialmente útil durante a temporada de gripe e resfriado. “Ela reduz a anexação, a replicação e a ativação viral, além de suprimir citocinas importantes”, afirma. As citocinas são proteínas liberadas pelo corpo que coordenam a resposta imunológica a infecções. Uma tempestade de citocinas é um problema em que a reação imunológica é excessiva. 

Antes de você fazer qualquer alteração alimentar ou de atividade física, é sempre uma boa ideia buscar o aconselhamento de seu profissional de saúde. À medida que o mundo procura a imunidade ao coronavírus, ter a equipe certa de profissionais de saúde e fornecedores de produtos é importante para guiar o seu caminho para uma saúde imunológica otimizada.